Desamarra a cara, perdoa minha voz alterada, meu olhar vazio, minha rispidez. Esquece a mágoa, aceita minhas desculpas, faz as pazes com meu coração. A vida é curta para a gente guardar rancor e alimentar desilusões.
Gabito Nunes.
O amor é uma ilusão bonita de se viver.
Cazuza.
Eu nunca te pedi pra mudar, não por mim. Se um dia tivesse que mudar, teria que ser por você, acima de qualquer coisa. Eu queria apenas um pouco mais de atenção, e quem sabe, um pouco mais de carinho. Eu sei, é o teu jeito. Mas saiba que me irrita, quem se esconde atrás dessa fala. Dizem que quando se gosta de algo ou alguém, a gente cuida, protege, quer estar perto, fazer parte da vida. Mas esse não foi o nosso caso. Eu aqui, trocando prioridades, te dando atenção e carinho, a ponto de fazer com que meus amigos sentissem ciúmes de ti. E você aí, no seu mundo. Dizendo que esse é o teu jeito. Dizendo que cuida e gosta da sua maneira.
Querido John.
As pessoas têm medo das mudanças. Eu tenho medo que as coisas nunca mudem.
Chico Buarque.
Eu quero ele. Só ele. Não tem outra pessoa no mundo que me faz o bem que ele me faz. E é por isso – e por tantas coisas mais – que ele é quem eu quero ao meu lado, dividindo uma vida inteirinha. Inteirinha nossa.
Plenitude.
Eu tô só vendo, sabendo, sentindo, escutando e não posso falar.
Chico Buarque.
Minha prima também já partiu meu coração. Uma vez brigamos e nos dissemos coisas feias. Também parti o dela, eu sei. Minha melhor amiga já partiu meu coração. Meu pai já partiu meu coração. Minha mãe. Meu irmão. E eu já parti o coração de todos eles. Oh, que pessoa horrível eu sou. Oh, que pessoas horríveis eles são. Que nada. Partir o coração do outro é a coisa mais natural do mundo. E só acontece porque a gente espera uma coisa e recebe outra. Isso se chama expectativa. Quando ela não é correspondida dá um vazio dentro do peito. Isso se chama decepção. E tudo isso existe desde que o mundo é mundo. Só precisamos aprender a lidar. Confesso que tento diariamente.
Clarissa Corrêa.
- Me ensina?
- O que?
- A te ignorar, como você me ignora.
Caio Fernando Abreu.
Já tive medo do escuro, hoje no escuro me acho… Me agacho… Fico ali…
Clarice Lispector.